terça-feira, 23 de novembro de 2010

Já Comprei!!



Já comprei!! Agora falta experimentar! Depois conto o que acho desta "nova maravilha".

Já tenho visto em vários blog's donas de casa a usar este spray para várias coisas, nomeadamente, forrar formas para bolos, tachos de grelhar, etc. Não resisti em comprar, mas só encontrei à venda no Jumbo no Porto. Cá em Viana nem sabem o que isso é!

Obrigada a quem usa por partilhar esta novidade, agora já não preciso besuntar as mãos todas para forrar a forma dos bolos!.

Beijinhos

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Leite de Cabra ou Leite de Vaca?

Ora cá está um tema que nunca me ocorreu que tivesse "tantas" diferenças... Apesar de, leite ser leite, veja as diferenças:

"Leite de cabra ou leite de vaca? Saiba qual deles têm mais nutrientes e colaboram melhor para a saúde.

Muito se fala do poder nutricional do leite de cabra. Mas você sabe dizer por que o leite de cabra é melhor do que o leite de vaca para a saúde? Segundo nutricionistas, a quantidade de gorduras e de proteínas do leite de cabra é semelhante ao do leite de vaca. Porém, a diferença está na qualidade desses nutrientes.


O leite caprino é mais fácil do organismo digerir porque o tamanho das partículas de gordura dele é menor. Ele também não possui aglutinina, substância presente no leite de vaca que une as partículas gordurosas, formando um coalho mais difícil de digerir.

Pessoas que têm alergia ao leite de vaca, tem uma tolerância melhor ao leite de cabra. Pois em sua gordura é encontrado duas vezes mais os ácidos capróico, caprílico e cáprico, indicados para pacientes que tem má absorção de alimentos originários do leite de vaca e nos distúrbios intestinais. O leite de cabra também tem 20% menos colesterol do que o leite de vaca.

O leite de cabra estimula a produção de insulina, o hormônio responsável pela entrada de açúcar dentro da célula. Ele também produz energia por causa da presença de substâncias bio-ativas, o IGF-1. Actualmente o mercado oferece grandes opções de leite de cabra em caixa, do integral ao desnatado.

Por Carolina Abranches"


Nunca é de mais saber... mais ;)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

S. Martinho e as Castanhas

Ora cá está uma época que gosto bastante... a época das castanhas quentinhas :D
Eu confesso... eu gosto delas tanto cruas, como cozidas, como assadas, não sou esquisita :p


Ainda não tive o "cheirinho" a S. Martinho, mas no fim de semana devo tratar disso ;)

Já agora como costumam prepará-las??

Eu, tirando a parte de "cruas" que não é preciso nada, excepto uma faca e alguma paciência, costumo assa-las no forno com um pouco de sal ou então cozê-las, com um pouco de funcho e um pau de canela... Ficam muito saborosas!!


E vocês, como fazem?!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Pensamento do Dia

Confesso que quando ouvi esta frase pela primeira vez, que fiquei muito pensativa, e lembro-me ainda mais dela, quando às vezes, na estrada, carrego um pouco mais no pedal...
O stress e o dia-a-dia obrigam-nos a horários curtos, que nem sempre conseguimos cumprir... não deixemos que o stress nos tire o que temos de bom na nossa vida!

Vale a pena pensar nisto...

"Mais vale chegar atrasado neste mundo ...... do que adiantado no outro."



terça-feira, 2 de novembro de 2010

Cálcio

Hoje vamos falar um pouco sobre saúde, mais propriamente de CÁLCIO.


A deficiência de cálcio pode prevenir ou impedir a progressão da osteoporose...Na população mundial apenas 50-60 % dos adultos e 10-20% adolescentes ingerem a quantidade recomendada pela organização mundial da saúde.

Além do cálcio, vários nutrientes, em especial a vitamina D, ajudam a aumentar a absorção de cálcio pelo organismo tendo um importante papel na osteoporose. Uma adequada ingestão de cálcio é importante para manter os níveis de cálcio no sangue e protegendo a perda óssea de cálcio dos ossos.

Após os 50 anos de idade, a importância da ingestão de cálcio aumenta devido à rápida perda óssea pela deficiência de estrógeno nas mulheres na pós-menopausa. As necessidades diárias de cálcio variam muito de acordo com a idade e país, mais de uma maneira geral recomenda-se uma ingestão diária de cálcio entre 1000 – 1300 mg/dia.

Além da suplementação de cálcio é necessária a orientação para alguns factores que podem agravar a osteoporose como: cigarro, alcoolismo, falta de actividade física e excesso café.

Na maioria dos casos de osteoporose, acaba sendo necessária a reposição via oral de cálcio através de suplementos de cálcio. Porém serve o alerta para a necessidade de uso do cálcio e vitamina D sempre com prescrição médica devido à possibilidade de efeitos colaterais e complicações do tratamento.


Por Fernanda Lage
Fonte: http://bemstar.globo.com